7.6.10

Ler é importante???

Conversando com meu amigo Murilo e ouvindo a sua revolta com o preconceito em relação aos games, sendo que existem milhões de livros e filmes mais influentes que os jogos. Contudo, as pessoas só dizem: “ler é importante” ou “filmes são cultura e informação” e os jogos são os bichos-papão do mundo cultural atual , eles são os grandes responsáveis pela violência e degradação de nossos jovens, mas... será mesmo?


Iniciando uma nova área no blog - Ler ou não ler, eis a questão - e relacionando com as antigas: será mesmo que ler é importante? Antes que alguém cometa um atentado contra a minha pessoa, eu tenho dois esclarecimentos a fazer: em primeiro lugar, eu sou uma bibliófila, simplesmente não consigo viver sem algo para ler; e em segundo lugar, quando pergunto sobre a importância da leitura é com relação à qualidade da mesma. Será mesmo que a frase é “ler é importante” ou “ler algo com conteúdo é importante”??? Não quero que pensem que eu só leio Nietzsche, pelo contrário, meu estilo preferido de literatura é a Ficção, mas cresci sabendo que é preciso balancear e é por isso que penso: será que ler a saga Crepúsculo é importante (gostaria de salientar que eu gosto da tetralogia)? Se você ler em outra língua é um treinamento e aprofundamento de vocabulário, mas em português? O que aquelas linhas te trazem de útil?? E Marian Keyes? No que ela te faz pensar? Ao passo que se lermos Shakespeare conhecemos a essência humana, com Rotterdam reconhecemos a loucura da vida em sociedade, e não precisamos nos ater aos clássicos, com Moore desenvolvemos um olhar crítico e cômico sobre os problemas políticos e econômicos, com Coelho buscamos o autoconhecimento, isso é importante.

As ficções, os romances, as comédias são de essencial importância, pois nos ajudam a desenvolver a criatividade ao tentarmos imaginar o mundo que os autores criaram para nós, mas não seria melhor ler Tolkien, com seu estilo narrativo rebuscado e vocabulário difícil que lhe permiti aprender algo novo, do que “Os delírios de consumo de Becky Bloom”? (Que também é um filme).

É verdade que ler essas páginas de besteiras é um verdadeiro descanso para a mente, o problema é que não se pode ensinar às nossas crianças que “ler é importante” e sim que “ler com qualidade é importante” e que é preciso equilíbrio entre o fútil e o útil. E será mesmo que algo assim não é mais aculturação do que God of War que traz um profundo conhecimento em mitologia greco-romana? Ou jogos da série Tycoon que lhe ensinam empreendedorismo em diversas áreas de comércio?


5 comments:

Rebeka Alves said...

Concordo plenamente amiga, daqui a pouco sentiremos a mudança, nas novas leituras obrigatórias. Impressionante é ver que essa geraçao dos coloridos idiotas, nem falar direito sabem. Reflexão: "boa leitura desenvolve o vocabulário".
Bjus já to esperando o proximo post.

$ick said...

a cultura-pop tb ensina, o bom eh quando se aprende a usa-la e consumi-la.

rafael said...

Acredito que qualquer leitura seja importante, não apenas de livros ou livros de autores famosos. Ler revistas, notícias na internet, blogs (aqueles que são bem escritos) também contribuem para o nosso vocabulário. E jogos também, claro. Existem jogos que possuem histórias fantásticas muito bem escritas. Sem falar na contribuição pra cultura e criatividade, como você falou, que acho que são muito mais desenvolvidas em alguns jogos do que em certos livros. Muito bom o seu post.

Murilo said...

Nem vou defender jogos como forma de arte pois esse é um assunto muito subjetivo, mas é revoltante ver o modo reconceituoso que muitas pessoas tratam os que investem seu tempo com jogos e internet. Não importa o conteudo dos jogos e sites que temos contato, eles são puro desperdicio de tempo, mas se acompanhamos a Novela ou o novo best-seller recomendado pela Oprah, é mais cultura na sua vida. ¬¬
só falta aparecer o Entei no comercial da Tv e falar: ta tudo bem agora

Karla said...

[i]Na minha opinião, qualquer tipo de leitura é válida. Não precisa ler só coisas profundas, cheias de "conteúdo" pra leitura ter importância...

O que vale é ter o prazer de ler... se eu só gosto de ler romances, dificilmente vou me empolgar pra ler um Nietzche da vida e, consequentemente, vou largar a leitura no meio, vou desistir, vou deixar de ler...

A pessoa tem que gostar de ler e ler o que lhe interessa... se alguem acha superficial ou que não vale a pena, o problema é dela, não é ela quem está lendo, oras bolas :P