30.11.09

“Gamificação”

Não precisam fugir os homenzinhos verdes não estão nos invadindo (até onde eu sei), mas sim, se preparem para uma invasão. Tá todos já estamos cansados de ouvir: ”os games são a indústria que mais rentável dos últimos tempos, ultrapassou, e muito, as indústrias fonográfica e cinematográfica”.


Contudo a “gamificação” é um novo estágio nesta rápida transformação. Huizinga já cansou de ponderar sobre a ludicidade inerente ao ser humano, somos todos gamers por natureza. E tem como negar isso? Nossa vida é imersa em jogos, o esforço, a recompensa e o prazer da vitória foi o que tornou os games tão populares, não importa o gênero, o game atingiu nossos prazeres mais natos.


Há várias definições para jogos, várias características que os definem, mas todos têm regras, desafios, recompensas, e mais recentemente personificação, customização para aumentar a imersão do jogador. Vocês querem saber o que seria “gamificação”? É uma invasão, isso mesmo, uma invasão dos elementos lúdicos nas mais diversas mídias.
O Ebay criou um sistema de recompensa para seus vendedores, que quando atingem marcas de números de transações, sobem de nível e ganham uma estrela correspondente ao novo nível.


A Nike utilizou a idéia da personificação para desenvolver um sistema de customização dos tênis, permitindo aos seus clientes criarem calçados exclusivos, incentivando sua individualidade.


O futuro: “gamifiquem-se”, pois o mundo está em uma nova era,


A Player Era.

1 comment:

Tarik said...

Bem legal o blog Verena. Interessante esse processo inverso de trazer elementos dos games pro mundo real, e utilizar isso na relação com o clientes e funcionários.