22.10.09

By URSO

Meus amigos e minhas amigas leitoras, vocês que estão longe de casa, sentido saudade da família, dos amigos, do clima e das comidas típicas, vocês que passam o dia trabalhando, a noite estudando e a madrugada bebendo, vocês que passam o tempo todo escutando piadinhas ultrajantes sobre suas amadas cidades aqui vai um post para aliviar sua alma...
Meu pobre amiguinho Urso, ainda não acostumado com a maravilhosa convivência com os cidadãos desta incrível cidade, pediu que eu cedesse um espaço blog, para ele poder aliviar a alma, e eu que achei engraçado o que ele escreveu (e que concordo com algumas coisas), cedi. Então com vocês o aclamado, desbocado, e... deixa pra lá... URSOOO!!!

“Pedi para dona do Miisharias, Verena Gilda, um espaço para comentar algo que presenciei um dia desses aqui em São Paulo, e que retrata, e muito, a ignorância cultural de alguns paulistanos.
Dois rapazes e uma mulher conversavam na fila do elevador de um prédio de Pós-Graduação (sim, pessoas com estudo, em minha opinião, teoricamente teriam uma capacidade maior de perceber, respeitar e, por que não, apreciar outras culturas) sobre costumes do Nordeste. Um deles falava que o pai tinha coragem de comer tudo, pois um tio trouxe de algum lugar da região nordestina uns besouros que eram especiaria do lugar, e seu pai havia comido.
Até ai tudo bem, confesso que não sei se teria coragem de comer, dependendo da cara do bicho. Depois, a mesma pessoa falou que, inclusive, tinha ido a Belém, e em toda esquina tinham uns carrinhos que vendiam comidas típicas, e só de sentir o cheiro já se sentia enjoado, principalmente de um caldo de peixe com folhas regionais (visão de um paulista do tacacá). Nisso a mulher interrompe o cara e fala que as pessoas comiam isso por necessidade, por ser um povo de renda baixa. E eu, no meio dos três, ouvindo essas idiotices.
Enfim, vamos às considerações:
1. Belém não fica no Nordeste, não tem só 12 habitantes, e não fica a 3 km de Manaus (acreditem, muitos paulistanos tem essa visão de Belém);
2. Tacacá é feito com tucupi, de origem da mandioca, jambú, goma de tapioca e camarão;
3. Se todos tomassem tacacá por necessidade, o povo do Pará tava muito bem na foto. Porque um tacacá ta mais caro que um PF!
4. Não me importo que falem mal do que conhecem, mas falar mal sem conhecer, é foda;
5. Ficar com enjôo do cheiro do tacacá é muita frescura!

Depois desse episódio, fiquei pensando no que os paulistanos têm pra apresentar como cultura:
1. Ficar em um engarrafamento por horas;
2. Comer feijoada as quartas e sábados;
3. Torcer pu Curinthia, Mano!
4. Sanduíche de mortadela do mercado municipal.

Tá, escrevi o que eu queria, mas queria deixar bem claro que não são todos os paulistanos que esnobam outras culturas, muitos são bem receptivos, porém a maioria realmente acredita no primeiro item das considerações.
Tô mandando também uma foto do Brasil na visão do paulistano. Espero que tenham gostado do meu único post sobre alguma coisa em blog da vida.


Abraço a todos,
Ricardo Nogueira (Urso)”.


Ahahuauhhuauha, sério, essa foi uma das melhores fotos que vi na minha vida, dá vontade de rir toda vez que olho para ela.
E fica por aqui mais um episódio de Miisharias, que meu único trabalho foi fazer CTRL + V, CTRL + C e clicar em Publicar Post... Ahuauhahua

5 comments:

Flora said...

Sou a prima carioca da gema do urso. Tenho muitos amigos paulistas, mas certamente todos falam poRRRRta e poRRRRteira, então nem moral comigo tem...

Paulista acha que é primeiro mundo, mas se fosse primeiro mundo nao teria que andar com uma boia dentro do carro pra quando chuver nego usar...

Sou carioca, nascida e criada, meus pais e minha família sao todos de belém e quando fui la vi um cidade quente pra kraio, mas em compensação rica em cultura..coisa que brasileiro nao consegue aprender na escola, e quem nasce em belém é paraense e não baiano seus bando de burro ¬¬

Bjinhos :D

Flora said...

E sim, eu sei usar o plural e acentuação gráfica...mas estou com tanto sono que eu to pouco me importando..beijoxxx

Rafael Timbó said...

É ISSO AE PORRA!!! O foda é que meu chefe e provavelmente o teu também vai ser um paulista! =]
Quero ver agora o sr. pegar as paulistas e fazer um post sobre as mulheres paulistanas.

Rebeka said...
This comment has been removed by the author.
Rebeka said...

Mto foda! Realmente os paulistas com ou sem estudo só se diferenciam pelas marcas carissimas estampadas em suas bundas, pois se todos estivessem nus e falassem " As menina está chegando" vc nunca saberia quem era o rico ou o pobre, oh povinho que adora ser ignorante (no sentido da burrice).